Dietas radicais não são indicadas para perder peso

A preocupação com a boa forma tem crescido cada vez mais, assim como a busca por dietas milagrosas que prometem resultados rápidos. No entanto, dietas radicais não são indicadas para perder peso e o excesso de exercícios físicos pode causar lesões graves.

Entre as loucuras cometidas na busca pelo corpo perfeito, estão o uso de anabolizantes para ganhar músculos em tempo recorde e também a ingestão de medicamentos para emagrecer sem qualquer orientação ou prescrição médica.

Na contramão dessas práticas, muitos médicos têm insistido que não existe milagre quando o assunto é emagrecer. Afinal, o ganho de massa muscular ou a redução de gordura corporal só é possível quando existe uma combinação entre atividades físicas regulares, descanso e alimentação balanceada.

Dessa forma, não é recomendado que as pessoas comecem dietas radicais, exagerem nos exercícios, passem dias sem comer ou se alimentem apenas de sucos. A explicação é que esse tipo de dietas dificilmente apresenta resultados e pode provocar o ganho de peso ao invés do emagrecimento.

Além disso, a maior preocupação é que as dietas restritivas provocam prejuízos à saúde. Isso ocorre porque há restrição das vitaminas, minerais e nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo, o que reflete na pele, cabelos e unhas, que são os primeiros a mostrar os sinais de desnutrição.

No entanto, mais do que as deficiências nutricionais, as dietas radicais impactam fortemente no metabolismo do indivíduo. O consumo limitado de certos alimentos pode deixar o organismo mais lento e afetar o funcionamento dos órgãos, além de levar o corpo a agarrar as poucas calorias que come, resultando em aumento de peso no futuro.

shutterstock_77008978baixa

EMAGRECENDO CORRETAMENTE

Para alcançar o resultado esperado, é importante ter consciência de que as mudanças no corpo não ocorrem do dia para a noite e que resultados só se tornam permanentes com o passar dos meses, levando à melhoria da estrutura muscular e da qualidade de vida.

Se o objetivo é emagrecimento ou tonificação muscular, o indicado é procurar orientação profissional. A orientação deve partir do nutricionista ou endocrinologista, que vai elaborar a dieta de acordo com as necessidades do paciente, e do profissional de Educação Física, que indicará os exercícios adequados ao objetivo pretendido.

Além desses profissionais, antes de começar o processo de emagrecimento é indicado fazer uma avaliação geral com um cardiologista a fim de acompanhar, pois ele ajuda a determinar seu estado físico e sua condição para malhar, mostrando a frequência cardíaca ideal para os exercícios e contribuindo para que as metas sejam traçadas.

Em todos os casos, se o objetivo é emagrecer ou mesmo manter uma rotina mais saudável, a prática de exercícios físicos, consumo de bastante água e ingestão de comidas leves, frutas e fibras é fundamental e indicado para todos. Afinal, a mudança de hábitos é muito importante para a forma física e também para a saúde mental.

Postagens Recentes